9 municípios de Mato Grosso autorizam retorno das aulas


 Qual a influência da infraestrutura escolar no aprendizado ...

Pelo menos 9 municípios de Mato Grosso autorizaram a volta às aulas de escolas e universidades, mesmo com o crescimento dos casos do novo coronavírus no estado. Na maioria dos casos, a liberação começa pelas instituições privadas e com a obrigação do uso de máscara e higienização constante dos ambientes.

Em Sinop (500 km ao norte da Capital) as aulas na rede privada foram retomadas em 4 de maio. Porém, cada escola decide se reabrirá as portas e os estudantes que não comparecerem não serão penalizados. Já na rede pública a previsão de retomada é para segunda-feira (18).

A rede privada também está liberada em Feliz Natal (536 km ao norte). O decreto autoriza a retomada das atividades instituições particulares de ensino a partir de segunda-feira (11), desde que mantido o distanciamento mínimo de 2 dois metros e a aferição de temperatura no momento da entrada.

Em Sorriso (420 km ao norte) a segunda-feira também marcou a volta às aulas nas creches e universidades particulares. O ensino fundamental privado poderá retornar na segunda-feira. No entanto a rede pública está com as atividades suspensas até 5 de junho.

Já em Rondonópolis (212 km ao sul) a partir de 18 de maio estão liberadas as aulas para ensino médio e superior, desde que a instituição apresente um plano de contingenciamento de risco para a Secretaria de Saúde. No ensino básico e fundamental não há previsão de retorno.

O retorno parcial também faz parte das determinações da Prefeitura de Vera (458 km ao norte), que liberou as aulas em 3 unidades municipais a partir de segunda-feira. O Executivo também irá distribuir duas máscaras de tecido para cada profissional e estudante. As aulas de educação física serão apenas teóricas para evitar o contato físico.

Lucas do Rio Verde (354 km ao norte) autorizou, de maneira facultativa, as escolas particulares, para turmas a partir do 6º ano e com atendimento de, no máximo, 50% da capacidade por sala.

Em Aripuanã (1.002 km a noroeste) só podem funcionar as faculdades a partir de 18 de maio e na educação infantil e ensino fundamental continuam as atividades on-line e à distância. As práticas esportivas continuam suspensas.

FONTE: GAZETA DIGITAL
Postagem Anterior Próxima Postagem