Alto Paraguai e outras 20 cidades aderem ao toque de recolher em MT

 
Após registrarem altos números de casos do COVID-19, cerca de 21 municípios de Mato Grosso adotaram o toque de recolher como forma de prevenção e controle do novo coronavírus.

A medida é uma forma de impedir que pessoas circulam durante a noite e frequentem festas em espaços privados na cidade.

Uma cidade que recentemente aderiu ao decreto, foi a cidade de Nossa Senhora de Livramento (38,6 km de Cuiabá) que até este domingo (07) registrava 17 casos confirmados e nenhuma morte. A cidade já decretou situação de emergência por causa da pandemia. Lá os moradores devem se recolher a partir das 18h e só voltam a sair as 6h de segunda a sexta. Já nos fins de semanas e feriados somente é permitido circular nas ruas das 6h ao meio-dia.

Em Rondonópolis, outra cidade que adotou a medida, estão proibidas circulação após as 22h30 durante a semana e aos fins de semana em qualquer horário, exceto para os casos de emergência e profissionais de saúde e de serviços essenciais.

Em General Carneiro MT (450 km de Cuiabá), o horário em que não se pode sair de casa é um pouco mais tarde que Livramento e mais cedo que Rondonópolis, os ”carneirenses” se recolhem das 20h às 5h. Já em Alto Paraguai, Novo Santo Antônio, Aripuanã, Santa Cruz do Xingu, Alta Floresta e Denise, o toque de recolher é das 21h às 5h.

Moradores de Ribeirão Cascalheira, Confresa e Nova Olímpia, nada de sair entre as 22h e às 5h.

Em Nova Bandeirantes, além do toque de recolher, tem barreira sanitária nas entradas da cidade, que proíbe a circulação das 23h às 5h, assim como São Félix do Araguaia e Paranatinga.

Fecham a lista Nortelândia MT, que tem um dos horários mais flexíveis entre as cidades mato-grossenses. Por lá, a proibição é entre meia-noite e as 5 horas. Só tem um toque de recolher menor o de Canabrava do Norte MT, que é das 2h às 5h, ou seja, só durante a madrugada.

DIAMANTINO NEWS - INFORMAÇÕES: MATO GROSSO MAIS

0/Post a Comment/Comments

Postagem Anterior Próxima Postagem