Casos e mortes de Covid-19 multiplicaram 10 vezes em um mês em Mato Grosso

Coronavírus Sars-Cov-2 em imagem de microscópio eletrônico — Foto: NIAID-RML/Handout via Reuters

Mato Grosso tinha uma situação relativamente favorável em relação a outros estados em meio à pandemia do novo coronavírus. Recentemente começou a retomada das atividades econômicas, no entanto, em um mês, os casos e mortes pela doença se multiplicaram 10 vezes.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), no dia 16 de maio o estado contabilizava 857 casos de Covid-19 e 27 mortes.

Já nessa terça-feira (16), um mês depois, o número já havia se multiplicado para 6.877 casos e 250 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.

Foram 27 mortes por Covid-19 em 24 horas: é o maior número registrado em 1 dia desde o início da pandemia no estado.

Consequentemente a taxa de ocupação dos leitos também aumentou: no dia 16 de maio a SES divulgou que a taxa de ocupação dos leitos disponíveis, entre Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e leitos clínicos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), eram de 11,1% e 2,4%, respectivamente.

Agora, há 180 internações em UTI e 184 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 74% para UTIs e em 22,5% para enfermarias.

Dos 6.877 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.916 estão em isolamento domiciliar e 2.401 estão recuperados.

Municípios com mais casos

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (1.941), Várzea Grande (597), Rondonópolis (570), Primavera do Leste (291), Tangará da Serra (278), Sorriso (259), Confresa (226), Lucas do Rio Verde (182), Sinop (167), Nova Mutum (148), Campo Verde (145), Pontes e Lacerda (137), Barra do Garças (122), Alta Floresta (103), Cáceres (79), Querência (76), Jaciara (68), Campo Novo do Parecis (65), Sapezal (60) e Nossa Senhora do Livramento (58).

Fonte: G1 MT

0/Post a Comment/Comments

Postagem Anterior Próxima Postagem